ÚLTIMOS ARTIGOS

Depois de uma série de rumores que confirmavam a existência da GTX 1070 Ti, o site Videocardz divulgou imagens da nova placa de vídeo, mais especificamente do modelo Gaming feito pela Gigabyte.

As imagens mostram a Gigabyte GTX 1070 Ti Gaming com design parecido ao modelo GTX 1070 G1 Gaming, também trazendo o sistema de resfriamento WindForce 3X. Segundo o Videocardz, apesar das similaridades, a nova placa de vídeo possui um PCB menor.


De acordo com o site, a 1070 Ti Gaming traz um conector de 8 pinos, 3 portas DisplayPort, uma HDMI e uma DVI. A placa de vídeo também conta com o sistema “Fan Stop”, indicado pelo logo na lateral, que interrompe os fans quando a temperatura está estável.

Quanto à performance, o Videocardz não revela informações do clock da GPU, mas é possível supor que ela não virá com overclock de fábrica, já que o nome não indica isso. O site também indica que a placa de vídeo ainda está em desenvolvimento.

Segundo rumores anteriores, a GTX 1070 Ti deve chegar com a GPU GP104, com performance maior que a 1070, mas com partes do chip desabilitadas para ser inferior à GTX 1080, que também utiliza esse processador gráfico.

Segundo rumores anteriores, o modelo de referência da Nvidia da GTX 1070 Ti terá 8GB de VRAM GDDR5 de 9Gbps e 2432 CUDA cores. O suposto clock base seria de 1607MHz, alcançando 1683MHz no modo Turbo.

Ao que tudo indica, a GTX 1070 Ti será lançada em 26 de outubro.

Fonte: Adrenaline

Muita gente ainda não engoliu o fato da Intel ter utilizado o soquete LGA 1151 na plataforma Z370, mas não fazê-la compatível com gerações anteriores. A empresa explicou que as CPUs de oitava geração possuem configuração de pinos diferentes das gerações Kaby Lake e Skylake, mas, segundo uma entrevista recente de Andrew Wu, da Asus, isso não era um impeditivo técnico para a retrocompatibilidade.

Falando ao site Bit-tech, o gerente de placas-mãe da Asus Republic of Gamers (ROG) disse que era tecnicamente possível fazer a plataforma Z370 retrocompatível com gerações anteriores, mas a Intel decidiu impedir isso.

De acordo com Wu, seria possível fazer as CPUs de oitava geração funcionarem na geração anterior com “um update de ME (Management Engine) e de BIOS”, mas a Intel “de alguma forma bloqueou a compatibilidade”.

Segundo Wu, os pinos extras presentes na nova geração de processadores trazem implementos de energia, mas que não fazem muita diferença de forma física. A Intel justifica a mudança de plataforma com o fato dos novos processadores Coffee Lake terem mais núcleos e as placas-mãe Z370 serem capazes de oferecer mais eficiência energética e condições de overclock.

O especialista da Asus também explica que a nova geração não tem como público alvo quem utiliza a placas-mãe Z270. Como se trata de uma geração “refresh”, em que a tecnologia foi refinada, as empresas buscam alcançar novos clientes ou quem não troca de PC há pelo menos três anos.

“Estamos visando quem quer ou precisa comprar um novo sistema. É lógico que muitas pessoas com Z270 não precisam atualizar. Mas ainda existem algumas pessoas que gostariam de experimentar esses processadores de seis núcleos e vão atualizar seus sistemas. Para os usuários que possuem sistemas mais antigos, o Coffee Lake oferece ótimos desempenhos e traz melhor eficiência de energia, maior velocidade de clock, a opção de mais núcleos e armazenamento mais rápido”
– 
Andrew Wu, da Asus ROG

Wu também disse que os novos produtos chegarão com custo mais elevado porque “trazem novos recursos”. Logo, a retrocompatibilidade com gerações anteriores poderia atrapalhar as vendas das novas placas-mãe. Você pode conferir a entrevista completa, em inglês, neste link.

Via: TechpowerUp | Fonte: Bit-tech

MSI anunciou um novo desktop gamer, o Infinite X, que traz como principal atrativo, a presença do recém-lançado processador Intel Core i7-8700K, que faz parte da subfamília Coffee Lake, que engloba a 8ª geração Intel Core, juntamente com os Kaby Lake Refresh, e os ainda não lançados Cannon Lake.

Esse processador que embarca o Infinite X conta com 6 núcleos, 12 threads, multiplicador desbloqueado, facilitando o overclock, e clock base de 3.70 GHz e boost clock de 4.70 Ghz. A placa de vídeo do Infinite X é a GTX 1080 Ti, com 11 GB de memória GDDR5. Há também o suporte máximo para a instalação de até 64 GB de memória DDR4, e a possibilidade com 2x unidades de 3,5 polegadas, 3x de 2,5 polegadas ou 1x M2.

No gabinete ainda vem inclusa uma fonte de 550W com certificação 80 Plus Bronze. Há também suporte para Wi-Fi 802.11ac, Bluetooth 4.2 e ao conector VR-Link, para trabalhar diretamente com dispositivos voltados para realidade virtual.

Preço e data de disponibilidade:

MSI Infinite X será lançado em novembro. O preço ainda não foi revelado.

Fonte: hardware.com.br

Vinh Loc, um vietnamita de 27 anos, é jogador e entusiasta frenético da divisão Republic of Gamers da ASUS. Ele começou sua relação com a marca em 2008, e, além de ter um PC RoG, ele decidiu montar uma sala de jogos temática digna de um fã.

Vinh Loc se juntou à comunidade RoG e se inspirou nos logos, papéis de parede e slogans da marca para construir seu projeto. O trabalho começou em 2016 com o design de sua sala de jogos ROG personalizada. Decoração, hardware e até móveis estão em harmonia com a paleta de cores da Republic of Gamers.


De acordo com o entusiasta, o maior desafio foi personalizar o logo no teto da sala. Ele usou LEDs RGB para montar um sistema com diferentes cores e tipos de iluminação.


Depois da iluminação, Loc personalizou as paredes. Montado em frente à escrivaninha, há um logo ROG com a frase “I rule my game” (Eu comando meu jogo), que pode ser ligado por meio de um interruptor.

Para compor o cenário estão duas cadeiras DXRacer em preto e vermelho, cores características da divisão da ASUS, um sofá cinza, cortinas douradas e almofadas que também contam com a marca.


Vinh Loc revelou em entrevista à ASUS ROG que mudanças estão chegando em 2018. Então aqui estão os links para quem quiser seguir o entusiasta no Instagram e Youtube. Abaixo você confere mais fotos de Vinh Loc e sua sala temática inspirada na Republic of Gamers.



AMD prepara um novo AGESA para suas placas-mãe AM4. O AGESA é o código principal da BIOS em mainborads voltadas a processadores Ryzen, e de acordo com informações divulgadas no forum Overclock.net a próxima versão, o AGESA 1.0.0.7, vai trazer suporte aos processadores Raven Ridge. A postagem foi feita pelo overclocker “elmor”, que trabalha atualmente com a equipe da ASUS ROG e respondia uma questão sobre a Crosshair VI.

Os processadores Raven Ridge são baseados na microarquitetura Zen mas, diferente dos modelos Ryzen lançados até o momento, eles irão trazer gráficos integrados. De acordo com um suposto slide da AMD vazado recentemente, os Raven Ridge só devem chegar 2018, trazendo até 4 núcleos Zen e até 11 Compute Units Vega para o processamento gráfico.

O AGESA deve receber uma reforma geral em seu código, algo que irá tornar mais fácil o suporte a futuras CPUs Raven Ridge e também Pinnacle Ridge. Os processadores Pinnacle Ridge serão a próxima geração dos processadores Ryzen, com ganhos de performance sobre a geração atual.

Uma das principais novidades dessa nova geração de placas-mãe e CPUs da AMD é a unificação do soquete tanto para CPUs quanto para APUs. A nova versão do AGESA trazendo suporte tanto para o Raven Ridge quanto o Pinnacle Ridge mostra que talvez não esteja muito distante novidades tanto na linha Ryzen quanto nos processadores com gráficos integrados da AMD.

Amazon já opera no Brasil há algum tempo, entretanto, a empresa limita-se a comercializar livros físicos, digitais e o e-reader Kindle. Em outros países, o site de vendas tem uma atuação mais ampla, vendendo também diversos aparelhos eletrônicos.

Agora surge informações de que a Amazon está muito perto de também comercializar aparelhos eletrônicos por aqui. O jornal Valor Econômico afirmou que a empresa deverá começar já no dia 18 de outubro deste ano. Segundo o jornal, a empresa pretende chegar com preços agressivos para cativar os consumidores brasileiros e quer aproveitar a Black Friday para tornar sua nova operação de venda de eletrônicos conhecida pelo público.

Amazon

Amazon:  Marketplace

O que se especula é que a Amazon inicialmente não seria uma vendedor direta, mas estaria em negociação com várias outras lojas virtuais para funcionar como uma agregadora, em uma operação do tipo marketplace.

Os novos produtos que deverão ser vendidos incluem smartphones, câmeras, consoles de vídeo game, laptops, etc. Essa sem dúvida é uma boa notícia para nós brasileiros que estamos sempre em busca de ofertas e preços competitivos.

Via Valor Econômico

Já apresentamos por aqui as placas-mãe ASUS Z370 da série Maximus X, com destaque para o modelo Z370 Maximus X Formula. Agora é a vez de listar a linha Strix da Republic of Gamers, dedicada ao público que preza por tecnologias extras e preços acessíveis. Os modelos do segmento chegam em formato ATX, microATX e mini-ITX.

Strix Z370-E e Z370-F Gaming
Sendo duas placas quase idênticas, as Strix Z370-E Gaming e Z370-F Gaming chegam nas cores prata e cinza escovado no mesmo design. As duas contam com dois slots PCIe x16 com reforço SafeSlot, que reforça as conexões para aguentar placas de vídeo muito pesadas sem danificar o hardware. Além disso, elas suportam memórias DDR4 em até 4000MHz.

As placas contam com duas conexões M.2, sendo uma delas resfriada por um heatsink dedicado. A área pode ser resfriada a até 15ºC, evitando problemas de superaquecimento enquanto garante a performance do hardware. Um cooler adicional também pode ser adicionado a essas placas por meio do recurso 3D printed.


A iluminação fica por conta do Asus Aura e software Aura Sync para customizar as luzes e cores em todo sistema Asus compatível com a tecnologia. Também está disponúvel dois headers para conectar tiras RGB e iluminar o sistema externo à placa-mãe.

Outras conexões incluem USB 3.1 Gen 2 Tipo-A e Tipo-C reversível, painel frontal suporta até 10Gbps em USB e WiFi 802.11ac.

Strix Z370-H Gaming
O modelo chega no design preto e vermelho, e também oferece personalização LED RGB em suas zonas vermelhas. Este modelo também conta com dois slots PCIe x16 com proteção SafeSlot e suporte a CrossFireX e SLI.

As conexões incluem dois slots M.2 que permitem SSDs NVME, quatro headers e portas Sata. A placa é indicada para consumidores que querem investir em uma placa-mãe com orçamento mais baixo.

Z-370 G -Gaming
Este modelo é uma placa microATX para usuários que querem montar um sistema compacto. Ela também conta com dois slots PCIe x16 com tecnologia SafeSlot. Ela apresenta conexão com internet sem fio, com WiFi 802.11ac e Bluetooth integrado. Ainda há portas USB, suporte a dispositivos VR e até mesmo um conector PS/2.


Strix Z370-I Gaming
Placa-mãe mini-ITX que entrega as tecnologias necessárias para sistemas compactos. Ela conta com apenas um slot DIMM por canal e suporta memórias DDR4 em até 4333MHz. A conexão M.2 primária fica localizada abaixo do heatsink, o que ajuda no resfriamento do drive para evitar possíveis danos causados por calor.

A placa também conta com iluminação Asus Aura LED RGB, tecnologias WiFi 802.11ac, audio Supreme FX e Fan Xpert 4.


Fonte: ASUS ROG

ASUS por intermedio da sua divisão ROG (Republic of Games) anunciou uma nova versão custom da RX 560, a ROG Strix Radeon RX 560 EVO Gaming. A placa conta com dois fans embarcados com o sistema DirectCU II, que de acordo com a empresa taiwanesa entrega 30% mais ventilação e uma performance 3 vezes mais silenciosa, já que as ventoinhas são ligadas apenas quando a placa excede os 55º.

A ROG Strix Radeon RX 560 EVO Gaming conta com 4 GB de memória GDDR5 com interface de 128-bit e frequência afetiva de 6000 MHz. O clock base da GPU é 1149MHz, no modo gaming sobe para 1187 MHz, e em OC o clock alcanca 1197MHz.A placa não exige nenhum conector extra PCIe para ser alimentada.

As sáidas de vídeo incluem 1x DVI-D, 1x HDMI 2.0 e 1x DisplayPort. A placa também traz compatibilidade com o sistema de iluminação Asus Aura RBG e o software GPU Tweak II.

Preço e data de disponibilidade:

ASUS não revelou essas informações

Fonte: hardware.com.br