Solução da Intel para temperaturas altas do Core i7-7700K é não fazer...

Solução da Intel para temperaturas altas do Core i7-7700K é não fazer overclock

Compartilhar

Cerca de 3 meses depois do lançamento do processador Intel Core i7-7700K, a Intel finalmente deu uma resposta para usuários que estavam reclamando de temperaturas altas de operação. E a solução da companhia é… não fazer overclock.

“Nós não recomendamos rodar fora das especificações do processador, como exceder a frequência da CPU ou as especificações de tensão, ou remover o dissipador de calor integrado (algo às vezes chamado de ‘de-lidding’)”, explica um comunicado da Intel. “Essas ações vão anular a garantia do processador”.

Claro que essa resposta não teve um bom efeito nos usuários deste hardware, como nota o site PC Gamer. Até porque um dos principais recursos do processador é seu desbloqueio para overclock.

“Três meses esperando para que a Intel venha com uma solução, e agora isso?! Isso é todo que vocês podem dizer?! Nós já sabemos tudo que vocês disseram… Quer saber, esquece, esse vai ser meu último produto da Intel”, esbravejou um usuário.

Outro usuário ainda notou que alguns Core i7-7700K rodam mais quentes que um AMD Bulldozer overclockado a 5 GHz. Algumas pessoas tiveram seus processadores rodando até a 90ºC, muito próximo dos 100ºC de seu limite máximo.

Para a Intel, isso está dentro do normal. “O comportamento relatado do processador Intel Core i7-7700K de 7ª geração, mostrando mudanças momentâneas de temperatura em comparação com seu estado ocioso, é normal quando se completa uma tarefa (como abrir um navegador, um aplicativo ou um programa”, relata o comunicado.

Via: PC Gamer / Adrenaline.com.br