Samsung começa a sentir o efeito da escassez de memórias Flash NAND

Samsung começa a sentir o efeito da escassez de memórias Flash NAND

Compartilhar

Como já explicamos nesse artigo os preços dos SSDs irão aumentar, já que além de uma transição de processo de fabricação (NAND 2D para NAND 3D) há uma verdadeira escassez de chips de memória Flash NAND, que está afetando até empresas muito bem preparadas, como é o caso da sul-coreana Samsung.

De acordo com os planos da própria Samsung, após a CES 2017, a companhia tinha que lançar o SSD 850 Pro com 4 TB de capacidade, porém isso não aconteceu, e ainda não há uma data oficial de lançamento para essa unidade. Em declaração enviada ao Toms Hardware, a Samsung justificou o atraso devido a escassez das memórias Flash NAND.

Além de atrasar o lançamento essa escassez também irá impactar no preço final do produto, uma unidade SSD de 4 TB já é cara, no momento atual então. E tem outro detalhe no caso dessa unidade em específico a Samsung utilizará chips MLC, que são mais caros do que o TLC. No ano passado a Samsung lançou o SSD 850 EVO com 4 TB de capacidade por US$ 1.500

Durante esse momento de “economia de NAND” a Samsung está dando prioridade para os produtos que tem mais demanda, e obviamente unidades de 4 TB estão fora dessa lista.

Analistas dizem que a demanda por NAND simplesmente cresceu mais rápido do que a tecnologia pode sustentar, e que até os fabricantes aumentarem a produção o perigo de não poder atender essa alta demanda é eminente. A previsão é que os fabricantes consigam controlar esse fluxo a partir do fim do ano, até lá você já sabe: espere por SSDs ainda mais caros.

Fonte: hardware.com.br