Review: headset Corsair VOID 2.0 Stereo

Review: headset Corsair VOID 2.0 Stereo

Compartilhar

Conhecida pela fabricação de componentes de hardware, a Corsair também atua ativamente no setor de acessórios para computadores. Com a linha VOID de headphones, a empresa pretende oferecer soluções de áudio para os mais distintos grupos e necessidades — o que se refletiu nas opções de conectividade adotadas em cada produto.

O VOID 2.0 Stereo é a opção mais versátil oferecida pela empresa, com um conector de 3,5 milímetros (P2) para oferecer a compatibilidade com a maioria dos gadgets do mercado. Em contrapartida, o acessório deixa de lado incrementos de software oferecidos por outros eletrônicos da linha, como o VOID USB RGB 7.1.

Será que vale a pena investir nesse produto específico da fabricante, deixando de lado outras opções oferecidas por ela e as soluções de suas concorrentes? A resposta para essa pergunta e muitas outras você confere em nossa análise.

Design

O VOID USB 2.0 pode ser confundido facilmente com os demais produtos da linha, vista a opção da Corsair de oferecer acessórios com configurações essencialmente idênticas. Disponível em amarelo com acabamento em preto, preto com detalhes em branco ou em uma combinação de preto e vermelho, o produto poderia ser confundido facilmente com o VOID USB RGB 7.1 se não fosse a presença de um cabo associado à sua caixa acústica esquerda.

Desenvolvido em parceria com a BMW, o gadget possui uma tiara acolchoada e saídas de som com um visual bastante icônico que deixam claro seu pertencimento à categoria “gamer”. Em ambos os lados há a presença do símbolo de caravelas da fabricante, sendo que a concha acústica esquerda tem um pequeno botão que aciona ou desativa as funções do microfone.

O cabo possui um bom comprimento e vem acompanhado por um pequeno adaptador para acionar as funções de microfone do dispositivo. Devido à adoção de um conector de 3,5 milímetros, é possível usar o headset com computadores, smartphones, video games portáteis ou qualquer console da geração atual.

O fone possui espumas bastante macias e que se adaptam facilmente a qualquer formato de rosto. Esse fator, somado ao peso relativamente baixo do headset, contribui para torná-lo uma das opções mais confortáveis da categoria, mesmo quando ele é utilizado por um tempo considerável.

Desempenho

O Corsair VOID USB 2.0 Stereo possui uma qualidade sonora razoável, mas que não é capaz de destacá-lo frente a outras opções do mercado. O grande pecado do dispositivo é o fato de que, fora seus graves, ele não é capaz de trazer texturas ricas a nenhum tipo de frequência — em outras palavras, todas elas soam com exatamente a mesma intensidade e um tanto apagadas.

Isso implica em um fone de ouvido funcional e que cumpre bem suas funções essenciais, mas que não necessariamente entrega uma experiência excepcional. Assim como outros produtos da categoria, o gadget privilegia os graves, o que significa que você vai conseguir identificar bem elementos como tiros, passos e explosões. Felizmente, a empresa decidiu investir em componentes com qualidade suficiente para evitar que essas frequências surjam de forma “suja”, algo muito comum a gadgets da categoria.

No entanto, a falta de um palco sonoro mais definido impede identificar com total precisão a direção de cada um desses elementos. Isso significa que o VOID 2.0 pode ser usado para executar músicas, mas não oferece uma experiência tão boa quanto a encontrada em um fone mais especializado, chegando a até mesmo “eliminar” alguns elementos de suas faixas favoritas.

Oferecendo um design fechado, o headset pode vazar um pouco de som para o ambiente caso seja usado no máximo de sua capacidade — o que traz uma leve distorção aos sons executados. Você pode evitar que isso aconteça graças a um controlador de volume integrado localizado na caixa acústica esquerda que pode ser acessado facilmente a qualquer momento.

O headset tem um tamanho que pode parecer avantajado demais para quem tem a cabeça pequena, mas nossos testes mostram que ele se adapta bem ao crânio de praticamente qualquer pessoa. Graças a uma tiara ajustável com revestimento confortável, ele pode ser considerado um dos produtos mais bem desenvolvidos da categoria no que diz respeito ao conforto transmitido ao usuário.

Microfone

O ponto que faz o headset da Corsair brilhar é seu microfone. Embora ele não seja tão ajustável quanto a empresa dá a entender — em nossa experiência, ele ficou bastante próximo da boca —, sua qualidade está muito à frente do que o encontramos em produtos populares da Razer ou da Roccat.

A peça tem uma sensibilidade alta, o que pode exigir alguns ajustes para evitar que todo o seu time ouça sua respiração. No entanto, isso é um problema pequeno diante da capacidade de se comunicar com sua equipe de forma eficiente independente da plataforma de sua preferência — em nossos testes, o desempenho foi igualmente bom no PC, no PlayStation 3 e no PlayStation 4.

Embora não tenha sido desenvolvido com esse propósito, o headset também permite se comunicar com outras pessoas através de um smartphone. No entanto, nesse caso se tornam mais comuns os problemas de sensibilidade, que devem exigir alguns ajustes para que você não soe excessivamente alto para seus contatos.

Vale a pena?

Com preço médio de R$ 360, o Corsair VOID 2.0 Stereo é a opção mais acessível da linha de headphones criada pela fabricante. Por esse preço, você leva para casa um produto confortável e que funciona muito bem para jogos, mas que, infelizmente, não possui qualidade sonora suficiente para satisfazer os fãs de música mais exigentes.

Dentro do que se espera de um gadget de sua categoria — graves acentuados, visual chamativo e design que proporciona conforto —, o dispositivo acerta em quase todos os quesitos. O destaque fica mesmo para o microfone, que, embora possa ser considerado muito sensível por alguns, oferece uma boa solução para quem deseja ter a certeza de que está sendo escutado por seus contatos.

Em outras palavras, o dispositivo é uma boa opção caso você procure um produto “voltado a gamers” e que não vá incomodá-lo após diversas horas de uso contínuo. No entanto, caso seu propósito seja apostar em um gadget mais versátil e capaz de oferecer uma experiência excelente tanto com games quanto com músicas, vai ser preciso procurar mais (e investir mais dinheiro).

Fonte: Tecmundo