Processadores Zen 2 serão imunes a falhas similares ao Spectre, afirma AMD

Processadores Zen 2 serão imunes a falhas similares ao Spectre, afirma AMD

Compartilhar

Durante a divulgação dos ganhos de seu último trimestre, a AMD deu notícias para tranquilizar os investidores em relação aos problemas de segurança que afetaram o mercado de processadores no começo do ano. A CEO Lisa Su garantiu que a arquitetura Zen 2, que chega no mercado ano que vem, não será vulnerável a falhas similares ao Spectre, que atingiu as CPUs empresa.

Segundo a CEO da AMD, o projeto das CPUs com arquitetura Zen 2 foi alterado para garantir que os próximos processadores da empresa estarão seguros contra falhas de hardware.

 “A longo prazo, incluímos mudanças em nossos futuros processadores, começando pela arquitetura Zen 2, para resolver ainda mais exploits no estilo do Spectre.”
– Lisa Su, CEO da AMD

A executiva também disse que a empresa está trabalhando com parceiraspara garantir a segurança de seus processadores atuais. A AMD não apanhou tanto quanto a Intel, que também foi afetada pelo Meltdown, mas ainda precisa lidar com a vulnerabilidade Spectre em suas CPUs.

“Para a variante 1 do Spectre, continuamos trabalhando ativamente com os nossos parceiros de ecossistema em mitigações, incluindo patches de sistema operacional que começaram a ser liberados. Continuamos acreditando que a variante 2 do Spectre é difícil de ser explorada em processadores da AMD. No entanto, estamos desenvolvendo updates de CPU que, em parceria com patches de sistemas operacionais, fornecem camadas extras de proteção”

Nós próximos meses, a AMD lançará no mercado as APUs com processadores Ryzen e gráficos Vega, além da nova geração de CPUs com arquitetura Zen+, que devem chegar ao mercado já protegidos contra o Spectre por meio de patches.

Assim como a AMD, a Intel também está se mexendo para proteger seus produtos por meio de atualizações, mas tem sofrido com críticas de clientes do mercado de servidores devido às quedas de performance em seus produtos por causa dos patches de segurança.

Uma mudança a nível de hardware nos processadores da Intel para solucionar essas vulnerabilidades deve chegar ainda este ano, segundo a empresa.

Via: Adrenaline