Nvidia desenvolve placas de vídeo com chips multi-módulos para seguir Lei de...

Nvidia desenvolve placas de vídeo com chips multi-módulos para seguir Lei de Moore

Compartilhar

GeForce_GTX_690_chamada (1)
Uma equipe de pesquisadores da Nvidia firmou parceria com a Universidade do Estado do Arizona e o Centro de Supercomputação de Barcelona na busca por desenvolver um projeto de placa de vídeo com chips multi-módulos.

A companhia busca se manter no caminho para reduzir o processo de produção de suas arquiteturas e manter a Lei de Moore viva. Isso porque, eventualmente, placas de vídeo consideradas “monolíticas” vão chegar num limite de desempenho.

A proposta para substituir o popular design de hoje chega em arquiteturas com básicos módulos de GPUs chamados de GPMs. Esses diferentes módulos poderiam ser integrados num único produto, e seriam ligados através de tecnologias de alta largura de banda e grande eficiência energética.

Com isso, seria possível criar projetos de GPUs com chips multi-módulos (MCM). Isso é o que comprova o artigo final divulgado pelos pesquisadores. Eles utilizaram um simulador de GPU interno da Nvidia para avaliar os designs.

Placas de vídeo com a tecnologia poderiam ajudar a aumentar consideravelmente a quantidade de multiprocessadores stream (SM). O que, por sua vez, iria tornar mais rápidas vários tipos de aplicações diferentes.

Os cientistas ainda concluíram que um chip multi-módulos com 256 SM é 45,5% mais rápido que a GPU monolítica mais rápida hoje, que tem 128 SM. O modelo MCM ainda seria 26,8% mais rápido que uma placa de vídeo com multi-GPU e 256 SM.

O mais incrível é que essa placa de vídeo com multi-módulos seria 10% mais lenta que uma GPU monolítica hipotética com 256 SM, algo que nem é possível produzir hoje em dia.

Via: Neowin