Lenovo vai pagar multa de US$ 3,5 milhões por pré-instalar adware em...

Lenovo vai pagar multa de US$ 3,5 milhões por pré-instalar adware em notebooks de 2015

Compartilhar

Em 2015, a Lenovo foi processada por usuários após ficar comprovado que a empresa pré-instalou em diversos modelos de notebook um adware da Superfish. Na época, a companhia disponibilizou uma ferramenta para remover o software e prometeu que não faria mais isso.

Agora, dois anos após o ocorrido, a empresa entrou em um acordo judicial com a Federal Trade Comission (FTC) e vai pagar uma multa de US$ 3,5 milhões para 32 estados norte-americanos com o objetivo de encerrar o caso de vez.

O adware da Superfish vinha pré-instalado nos notebooks da companhia e coletava informações dos usuários para serem utilizadas para direcionar anúncios. Além disso, o programa também conseguia lançar certificados de alto nível de privilégio, o que abria brechas na segurança do computador.

Segundo o Engadget, a decisão da FTC também proíbe a Lenovo de pré-instalar qualquer software voltado para publicidade em seus notebooks a partir de agora.

“Como parte do acordo com a FTC, a Lenovo está proibida de apresentar qualquer funcionalidade ou softwares pré-intalados em laptops que injetem publicidade nas sessões de navegação na internet ou transmitam informações confidenciais do consumidor”

A Lenovo disse que não tinha conhecimento de terceiros que utilizassem o aplicativo para fins ilegais. Assim como na época, a empresa disse que discorda das alegações, mas, agora, está “contente em resolver esse caso após dois anos”.

Via: Adrenaline