Intel anuncia geração de processadores Kaby Lake voltado para dispositivos móveis

Intel anuncia geração de processadores Kaby Lake voltado para dispositivos móveis

Compartilhar

A 7º geração Intel Core finalmente, codinome Kaby Lake, está finalmente dando as caras, porém esse primeiro pontapé é em relação aos modelos de processadores voltados para os dispositivos móveis, como notebooks, ultrabooks, conversíveis, entre outros. Essa geração mantém o mesmo processo de fabricação dos Skylake, os 14nm (introduzido na 5º geração, Broadwell), porém nessa nova geração a Intel chama de 14nm+, o que é basicamente um nome diferente para especificar que houve melhorarias em relação a fabricação. A Intel diz que conseguiu cerca 12% mais desempenho em relação aos transistores nessa geração em relação a 6º.

Essa decisão de manter o mesmo processo de fabricação faz parte da nova estratégia adotada pela Intel, que deixa de lado o tradicional Tick-Tock, dando lugar a um processo de três etapas chamado “Processo-arquitetura-otimização (comentamos sobre nesse artigo sobre o fim da Lei de Moore), que torna a litografia mais duradoura, mas com otimizações na geração seguinte que a utiliza.

Os refinamentos na arquitetura garantem também que os clocks de operação alcançados possam ser mais elevados, um aumento entre 400 Mhz a 500 Mhz, mantendo a eficiência energética. A companhia mostra em um slide os ganhos em relação ao clock com o comparativo do Intel Core Core i7-6500U contra o Intel Core i7-7500U. O processador da geração passada alcançou em boost o clock de 3.100 Mhz, enquanto o i7-7500U Kaby Lake, bateu 3.500 Mhz.

Já em testes no WebXPRT, que faz uma bateria de testes que mede a experiência em relação a navegação web, o Kaby Lake conseguiu por parte do i7-7500U alcançar 19% mais performance, já em testes no SYSMark 2014 a performance foi 12% superior a favor do Kaby Lake.

Já em games a Intel citou o Overwatch para mostrar que há mais performance na 7º geração, as taxas de frames na resolução de 1280×720 ficaram na casa dos 30. Mantendo a mesma geração da arquitetura gráfica (Gen9).

A eficiência energética e performance geral foi enaltecida em uma escala que faz um comparativo em relação as gerações. A geração Kaby Lake, conta com 10xmais performance por watt em relação a 1º geração Intel Core, e 8x em relação a 6º geração, Skylake.

O Kaby Lake voltado para dispositivos portáteis aposta principalmente na questão da reprodução de conteúdo em 4K, fazendo a transição da decodificação AVC VP8 da 6º geração para HEVC VP9 na 7º. A Intel diz que assistir vídeos em 4K no Youtube utilizando o Chrome em um notebook equipado com o Core i7-7500U, é possível ter um ganho de 1,75x em relação a duração da bateria, e o consumo de energia cai de 5,8 watts nos Skylake, com o Core i7-6500U para 0,8 wattsno Kaby Lake.

Com o Kaby Lake a Intel quer aproximar o 4K do mainstream, permitindo que dispositivos móveis equipados com esses processadores estejam na vanguarda em termos de decodificação sem a necessidade de uma placa de vídeo dedicada. O gráfico abaixo mostra que o Kaby Lake consegue trabalhar de forma mais tranquila em relação a decodificação 4K HEVC 10-bit em um arquivo localizado no computador.

Com a reprodução via um arquivo em 4K localizado no notebook a autonomia da bateria com o Core i7-7500U é 2.6x superior em relação ao Core i7-6500U.

Os modelos lançados serão divididos entre duas séries, a dos processadores Y e U. Os modelos Y (TDP de 15W) são os que apresentam o menor consumo, e que irão aparecer em modelos mais finos com desempenho menos robusto. 

Já os modelos U, contam com clocks de operação mais elevados, consomem mais energia (TDP de 4,5W) em relação aos modelos Y, e irão aparecer em notebooks e demais portáteis com desempenho mais aprimorado.

Em julho os processadores Kaby Lake já estavam sendo entregues aos fabricantes, e agora com o anúncio oficial foi revelado que os dispositivos equipados com os Kaby Lake chegarão ao mercado em setembro. Já as versões para desktop serão lançadas somente no início de 2017.

Fonte: hardware.com.br