GPUs da NVIDIA vão acelerar o Microsoft Azure

GPUs da NVIDIA vão acelerar o Microsoft Azure

Compartilhar

A NVIDIA anunciou que a Microsoft oferecerá recursos de computação acelerada e aplicativos gráficos profissionais habilitados por GPUs NVIDIA para clientes em todo o mundo por meio de sua plataforma de computação em nuvem, o Microsoft Azure.

GPUs da NVIDIA vão acelerar o Microsoft Azure

GPUs da NVIDIA vão acelerar o Microsoft Azure

Implementando a última versão do NVIDIA GRID em sua nova oferta de máquina virtual da série N, o Microsoft Azure é a primeira plataforma de computação na nuvem a oferecer gráficos virtualizados NVIDIA GRID 2.0 para clientes empresariais.

Pela primeira vez, empresas serão capazes de implementar computação acelerada e aplicativos gráficos profissionais com qualidade NVIDIA Quadro em suas próprias instalações, na nuvem através do Azure, ou por meio de um híbrido dos dois usando máquinas virtuais Windows e Linux.

O Microsoft Azure oferecerá também aos clientes desempenho de supercomputação, com a adição dos aceleradores de GPU Tesla K80, topo de linha da plataforma de computação acelerada NVIDIA Tesla para as aplicações mais computacionalmente exigentes de data centers e computação de alta performance (HPC).

NVIDIA GRID
Com o NVIDIA GRID, as corporações podem oferecer aplicativos que exigem uso intenso de gráficos de empresas como Autodesk e Esri da nuvem para seus usuários.

Anunciado mês passado, o NVIDIA GRID 2.0 oferece suporte ao driver de GPU NVIDIA Quadro, recursos e performance exigidos por aplicativos que fazem uso intenso de gráficos, além de outras melhorias como o dobro da performance de aplicativos quando comparado à geração anterior das GPUs GRID e suporte ao sistema operacional Linux.

Supercomputação na nuvem
A plataforma de computação acelerada Tesla foi projetada do zero para aplicativos com eficiência energética nas áreas de HPC, ciência da computação, supercomputação, análises de dados e aprendizado profundo.

Presente em alguns dos supercomputadores mais poderosos do mundo, a plataforma Tesla oferece desempenho e eficiência energética drasticamente maiores do que uma abordagem com apenas o uso de CPU, além de rendimento de aplicativos sem precedentes no datacenter.

Ao implementar o acelerador de GPU Tesla K80 nas máquinas virtuais da série N, o Microsoft Azure expande drasticamente o acesso à performance no nível de supercomputação, permitindo que empresas em todo o mundo acelerem suas cargas de trabalho mais exigentes, sem que precisem investir, construir e manter recursos computacionais dedicados.

Fonte: Baboo