Com TV, notebook e ventilador, morador de rua do Rio possui carroça...

Com TV, notebook e ventilador, morador de rua do Rio possui carroça hi-tech

Compartilhar

Elias Vieira Pagliase é um morador de rua que vive no Rio de Janeiro e possui um carrinho que pode deixar muita gente com inveja. Na carroça que o acompanha nas andanças pelo centro do Cidade Maravilhosa e que também serve como sua casa, encontramos uma TV de LED de 42 polegadas, um notebook e um ventilador, tudo alimentado por uma bateria de carro.

Segundo reportagem do G1, além de morar na própria carroça, Elias usa o veículo como escritório profissional. O veículo também serve como estúdio de música, onde o morador de rua realiza gravações e com o qual ele agita bailes com suas músicas e as potentes caixas de som.

Fazendo a festa!

De acordo com o cartaz que Elias deixa exposto no carrinho, ele possui mais de 2 mil músicas que vão de funk carioca até o sertanejo, passando por pagode, samba, charme e o melhor dos anos 60, 70 e 80. Por 22 reais, ele comanda o som para agitar qualquer festa. Além dos bailes, Elias trabalha durante o dia com carretos e mudanças para complementar sua renda.

O rapaz não sabe dizer há quanto tempo se encontra na situação de morador de rua. Segundo ele, é provável que tenha passado a vida toda assim, mas sempre conseguiu se virar para conseguir sobreviver com o mínimo de dignidade. Conhecidos de Elias confirmam a história que explica de onde vieram os dispositivos eletrônicos: todos foram frutos de trocas de objetos ou serviços, como os fretes que faz no Rio, prática bastante comum entre os moradores de rua da região.

Todo cuidado é pouco

Para não correr o risco de perder seus pertences – bem caros, por sinal –, Elias deixa sua carroça durante as madrugadas em um estacionamento que libera o espaço para o morador. É sobre ele que o rapaz dorme todas as noites podendo assistir a todos os canais da TV aberta em Full HD através da antena UHF ligada ao dispositivo. Com o ventilador, ele espanta o calor infernal dos verões do Rio de Janeiro.

Assim, Elias ganha sua vida fazendo bicos e, eventualmente, crescendo e obtendo um conforto maior para a sua vida.

FONTE(S)

  • G1/Tecmundo