AMD divulga dicas para alavancar o desempenho dos Ryzen

AMD divulga dicas para alavancar o desempenho dos Ryzen

Compartilhar

Que os processadores Ryzen são bons, isso não há nenhuma dúvida, porém se criou uma polêmica muito grande em torno do desempenho desses novos processadores da AMD em games, possivelmente um bug no Windows 10 esteja atrapalhando, porém a própria AMD através de um comunicado que não há nenhuma interferência do sistema na performance da CPU.

Através do seu fórum oficial a AMD divulgou uma série de dicas para impulsionar o desempenho dos processadores Ryzen, que engloba é claro a questão dos jogos. Vamos a elas:

Atualização de Firmware da placa-mãe

Essa dica é “universal”, e nãorestrita somente aos processadores Ryzen. No caso do Ryzen, a AMDdiz que com o update de firmware é possível melhorar a eficiência do Windows 10 na utilização dos recursos do processador. Além é claro de melhorar a estabilidade e até a inclusão de novos recursos.

Dê importância para as memórias RAM:

AMD diz que os processadores Ryzen têm um “apetite” por RAMs mais rápidas, então no caso dos usuários de sistemas de alta performance, que escolhem por exemplo, o Ryzen 1800X, deem preferência por memórias em 3200 ou 3500 MT/s.

Outros pontos relevantes sobre RAM destacados pela AMD:

– Fabricantes começaram a validar kits de 4x8GB de memória a 3200 MT/s em algumas placas-mãe

– Verifique se a BIOS da placa-mãe está com os timmings e tensões “casando” com o especificado pela RAM

– Em caso de um overclock não confiável, os Ryzen irão voltará a RAM para os timing de “segurança” de acordo com especificações da JEDEC, que na maioria dos casos é de 2133. Então vale a pena utilizar um software de monitoramento como o CPU-Z para manter o controle sobre isso.

– Caso tente atingir acima dos  DDR4-2667, verifique manual da fabricante da placa-mãe para modelos e características indicadas, que garantem maior compatibilidade

– Testes internos da AMD mostram que bons resultados 2933, 3200 e 3500 MT/s em kits de 16 GB foram obtidos pelos seguintes módulos: Geil EVO X – GEX416GB3200C16DC [16-16-16-36 @ 1.35v], G.Skill Trident Z – F4-3200C16D-16GTZR [16-18-18-36 @ 1.35v], e Corsair CMK16GX4M2B3200C16 VERSION 5.39 [16-18-18-36 @ 1.35v]

– De acordo com o crescimento da plataforma AM4, a AMD irá incluir outras configurações com multiplicadores mais elevados, que beneficiam principalmente os usuários que desejam trabalhar com frequências mais elevadas.

– A plataforma AM4 atualmente suporta as seguintes frequências:

Atenção com o modo de consumo do Windows:

De acordo com a AMD definir o modo de alto desempenho do Windows nas configurações de energia, traz duas vantagens claras:

1) Desliga o Core Parking: recurso que coloca núcleos ociosos no modo de baixo consumo, mantendo todos os núcleos em aletta, e deixando de lado a questçao do consumo de energia.

2) Mudanças rápidas de frequência: pois a arquitetura Zen consegue mudar seus clocks em intervalos de 1ms, o que é uma caracteristica da arquitetura Zen. Quando o sistema está em modo balanceado de consumo perde-se agilidade na troca dos clocks.

Deslique softwares de monitoramento de frequências e temperatúras:

O uso de softwares de monitoramento em background podem impactar diretamente o desempenho, ainda mais quando trabalham em tempo-real. Caso queira obter uma pontuação mais alta em benchmarks desligue outros softwares.

Utilize overclock:

Já que todos os processadores Ryzen contam com multiplicador desbloqueado a AMD sugere que você invista em overclock. A companhia cita o exemplo do 1700Xcomo um exemplo de CPU que suporta uma boa margem de overclock.

Resultado obtido pela AMD

Além de divulgar as dicas a companhia também colocou tudo em prática. Além dos 5 passos acima também foi desligado o SMT, que é a tecnologia que possibilita dois threads por núcleo (e que estaria sendo mau gerenciada no Windows 10). A configuração utilizada foi a seguinte:

Processador: Ryzen 7 1800X

Placa-mãe: ASUS Crosshair VI Hero (5704 BIOS)

Memória RAM: 16GB G.Skill (2×8) DDR4-3200

Placa de vídeo: RX 480

Sistema: Windows 10 Anniversary Update (Build 14393.10)

A AMD conseguiu no F1 2016 subir de 98.5 para 133.5 fps.

Fonte: Hardware.com.br