AMD anuncia oficialmente o socket AM4 e os novos processadores A-Series de...

AMD anuncia oficialmente o socket AM4 e os novos processadores A-Series de 7º geração

Compartilhar

A AMD anunciou a 7º geração dos processadores A-Series, destinados aos sistemas integrados, e que até o final do ano os primeiros PCs de fabricantes como HP e Lenovoequipados com esses processadores chegarão ao mercado. Outro grande anúncio foi a oficialização do socket AM4, que além do suporte A-Series também será o responsável por acomodar processadores Zen.

Começando pela7º geração A-Series, é bom frisar que esses processadores não são baseados na nova arquitetura Zen, que trará o a litografia de 14nm FinFET. Esses processadores, codinome Bristol Ridge, ainda contam com 28nm, e são baseados em núcleos Excavator. Porém, assim como a Intel com o Kaby Lake, que manteve os 14nm, mas com melhorias em relação a geração passada que utiliza o mesmo processo de fabricação a AMD diz que essa geração, mesmo mantendo os 28nm, consegue entregar 17% mais performance computacional e 27% em parte gráfica (com suporte total ao DirectX 12), do que os Carrizo.

E claro que revisões na arquitetura proporcionam compatibilidade com novas tecnologias, como por exemplo em relação a reprodução de vídeo, com suporte a 4K Ultra HD, VP9, HEVC e H.265, e graças ao novo socket AM4, pontos importantes como suporte a memórias DDR4 de até 2400 MHz, (DDR3 também é suportado), PCI-Express Gen 3, USB 3.1 (Gen2), NVMe e SATA Express.

As novas APUs da A-Series conta com gráficos integrados R5 em sua versões mais básicas e R7nos mais robustos. Há também variações de modelos com 2 e 4 núcleos, oito núcleos GCN (Graphics Core Next), TDP entre 35W a 65W.

Lineup completo:

  • A6-9500E: 2 núcleos, clock base de 3.0 GHz, boost clock de 3.4 GHz, gráficos integrados R5, 4 Computer Units/frequência máxima de 800 MHz, TDP de 35W.
  • A6-9500: 2 núcleos, clock base de 3.5 GHz, boost clock de 3.8 GHz, gráficos integrados R5, 6 Computer Units/frequência máxima de 1029 MHz, TDP de 65W.
  • A8-9600: 4 núcleos, clock base de 3.1 GHz, boost clock de 3.4 GHz, gráficos integrados R7, 6 Computer Units/frequência máxima de 900 MHz, TDP de 65W.
  • A10-9700E: 4 núcleos, clock base de 3.0 GHz, boost clock de 3.5 GHz, gráficos integrados R7, 6 Computer Units/frequência máxima de 847 MHz, TDP de 35W.
  • A10-9700: 4 núcleos, clock base de 3.5 GHz, boost clock de 3.8 GHz, gráficos integrados R7, 6 Computer Units/frequência máxima de 1029 MHz, TDP de 65W.
  • A12-9800E: 4 núcleos, clock base de 3.1 GHz, boost clock de 3.8 GHz, gráficos integrados R7, 8 Computer Units/frequência máxima de 900 MHz, TDP de 35W.
  • A12-9800: 4 núcleos, clock base de 3.8 GHz, boost clock de 4.2 GHz, gráficos integrados R7, 8 Computer Units/frequência máxima de 1108 MHz, TDP de 65W.

*OBS: o Athlon X4 950 também faz parte desse ciclo de lançamento, porém não conta com gráfico integrado. Essa CPU conta com 4 núcleos, clock base de 3.5 Ghz, boost clock de 3.8 Ghz, TDP de 65W

A AMD divulgou um slide que mostra a performance dos chip mais poderosos dessa série, o A12-9800, e o A12-9800E, contra o Core i5-6600K e o Core i5-6500. No primeiro teste, no PCMark 8, o resultado do A12-9800 foi 32% superior em eficiência em relação ao i5-6600K, enquanto o A12-9800E foi 85% mais eficiente que o i5-6500. 

Já no 3DMark 11 o A12-9800 foi 150% mais eficiente e apresentou 78% mais performance que o i5-6600K. Já o A12-9800E registrou 221% mais eficiência e73% mais performance que o i5-6500.

Em relação ao novo socket, o AM4, além de destacar o apoio as novas tecnologias, a AMD destacou a pluralidade da nova plataforma, já que irá abraçar tanto CPUs e APUs, oferecendo suporte desde modelos de entrada até os de alta performance. Por enquanto os chipsets são o B350 e A320.

Fonte: Hardware.com.br